Whatsapp 11-98882-9108
Achei tocante a
forma como Leonardo Boff definiu o Feng Shui. Na verdade ele postou em seu blog
um trecho de livro de sua autoria, publicado em 2006, onde ele trata do tema
sabiamente.
Numa cultura
onde o ser humano se afasta cada vez mais de tudo que é natural e onde tudo é
terceirizado e segue um ritmo frenético, o fato de pararmos e fazermos um
diagnóstico, refletindo sobre o que queremos para nossas vidas, que energias
queremos atrair, sintonizar – tudo isso parece arcaico demais, dispendioso
demais e assim seguimos desvinculados de nossos espaços, ou seja, desconectados
do nosso eu maior.
Boff cita um
fragmento da tese de Beatriz Bartoly, da qual foi orientador: “o Feng Shui nos
remete para uma forma de zelo  carinhoso”
– para ele cuidadoso e terno – “com o banal de nossa existência, que no
Ocidente, por longo tempo, tem sido desprestigiado e menosprezado: cuidar das
plantas, dos animais, arrumar a casa, cuidar da limpeza, da manutenção dos
aposentos, preparar os alimentos, ornamentar o cotidiano com a prosaica, e, ao
mesmo tempo, majestosa beleza da natureza.
Porém mais do que as construções e
as obras humanas é a sua conduta e a sua ação que é alvo maior desta filosofia
de vida,  pois mais do que os resultados,
o Feng-Shui visa o processo. É o exercício de embelezamento que importa, mais
do que o belo cenário que se quer construir. 
O valor está na ação e não no seu efeito, na conduta e não na obra.”   
E ele
acrescenta: “Como se depreende, a filosofia Feng-Shui visa antes o sujeito
que o objeto,  mais a pessoa do que
ambiente e a casa em si.  A pessoa
precisa envolver-se no  processo,
desenvolver a percepção do ambiente, captar os fluxos energéticos e os ritmos
da natureza. Deve assumir uma conduta em harmonia com os outros, com o cosmos e
com os processos rítmicos da natureza. Quando tiver criado essa ecologia
interior, está capacitado para organizar, com sucesso, sua ecologia
exterior.”

Gosto da
filosofia do Feng Shui. É uma forma de bem viver. É amor, auto-amor, respeito
por si, pelo semelhante e pelo Planeta.
Leia o post anterior:
DICAS PARA TER UM BOM ASTRAL NOS AMBIENTES!

No post anterior, falamos sobre ações cotidianas que trazem boas energias para o ambiente ou como costumo dizer, um bom...

Fechar