Whatsapp 11-9 8900-8063

E começa o mês 11! Há tanto que se falar sobre essa vibração que nos governará pelos próximos 30 dias, que seria possível fazer no mínimo uma postagem diária sobre o assunto.

O mês de novembro tem um quê diferente, não é à toa que entramos nele com a energia mágica do 31 de outubro.

Um mês onde sentiremos a força da nossa espiritualidade, de tudo que não vemos, mas que nos deixa um recado, que mexe com nossas estruturas.

E nós precisamos viver cada dia, cada mês com suas especificidades, porque precisamos dessa experiência. É o que expande a nossa consciência e fortalece o nosso currículo espiritual. Quer saber o melhor atalho? Pois bem, esse mês precisamos louvar três grandes e sublimes coisas: A ANCESTRALIDADE, A GRATIDÃO E A INTUIÇÃO. É uma trilogia, um tripé para fortalecer a sua alma. Viva feliz esse novembro!

Vamos começar pela ANCESTRALIDADE, que segundo a wikipedia é “nossa via de identidade histórica, pois sem ela não sabemos o que somos e nunca saberemos o que queremos ser”. E o mês se inicia justamente com dois dias, 1º e 2 de novembro, muito ligados à espiritualidade e a ancestralidade, pois cultuamos nossos santos de devoção e todos aqueles que já trilharam o seu caminho na Terra e hoje fazem a caminhada espiritual. É, portanto, o momento de nos alinharmos com todas essas energias através de preces de agradecimento. Agradeça seus ancestrais, aqueles que originaram a sua vida, faça isso colocando flores e frutos em sua casa ou num local público e ofereça os bons fluidos ao plano sutil. Ouça música, reviva bons momentos, diga com o coração o quanto você agradece por tudo que recebeu.

E, sobretudo, fique em paz, tenha contentamento. Nada de se por para baixo, o que alimenta o espírito é a alegria!

Cultivar a nossa ancestralidade nos dá raízes, nos dá chão, mas também nos dá asas, pois é o ar que governa o nosso coração! Feliz novembro para todos!

Leia o post anterior:
CASA “GORDA” ENGORDA OS MORADORES?

A gente vive notoriamente a “cultura da gordura” em termos de consumo. Qualquer item é parte de um “combo”, “quem comprou isso...

Fechar